sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Algumas ideias para criar com o ponto correntinha

Olá amigos...
eu estava fazendo minhas pesquisas habituais, como sempre faço, e encontrei algumas peças que ilustram o que fazer com o ponto de correntinha e ponto baixo que ensinei no vídeo 5 (reveja no link: 
https://www.youtube.com/watch?v=If2koxiB54g

Esta pesquisa foi feita através do Google Imagens para achar "ponchos de crochê" em italiano, porém em inglês (crochet poncho) aparece a mesma pesquisa. Se você procurar pelo nome em português aparecem outras peças diferentes.

Segue, então, o que encontrei. São boas ideias do que fazer:


Lindos, né? Foi feita apenas uma barra para "decote" e posto franjas, que no Brasil, este ano, estão super na moda!






Mais curto, próprio para o verão, se feito com uma linha mais fina, tipo Charme, Duna, Camila Mais, Bella, Tropfil, ou outras que você conheça e goste de trabalhar.





Por que este parece um pouco diferente?? Pelo fato de que a correntinha foi fechada com 'ponto alto' e não com o 'baixo' como geralmente se faz. Fica um efeito bonito, uma vez que parece um favo de mel...







Lindo, né?! Nesta capa foi feito um passa-fita e posto uma fita muito bonita, meio transparente. E na barra foram feitos leques para um acabamento mais delicado. Ficou um charme!








E agora, como se faz este? Bem, comece pelas flores e una-as com correntinhas, deixando-as numa fila horizontal. Para tomar forma, faça primeiro as correntinhas no sentido flor-decote (partindo da flor para cima), e depois faça  no sentido flor-cintura (da flor para baixo).




Espero que você tenha se inspirado para criar suas próprias peças. Depois deixe seu comentário de como ficou. Se puder envie fotos para eu poder divulgar seu trabalho com seu nome, e se você vende, envie também seu contato para que possam entrar em contato com você.

Bons trabalhos.
Abraços

domingo, 9 de novembro de 2014

Hilda Eroles - vídeo 10 - artesanato e o cérebro

Este vídeo complementa o texto que escrevi no tópico anterior. Assista, compartilhe e faça seu artesanato.



Inteligências múltiplas - no que o crochê e tricô auxiliam nossa qualidade de vida

Sabemos que nosso cérebro ainda é uma incógnita para os pesquisadores neurologistas, mas podemos entendê-lo um pouco mais com este esquema que encontrei na internet.

Segundo o psicólogo cognitivista educacional, Howard Gardner, existem 9 áreas existentes no cérebro que podemos desenvolver. Como assim?

Você sabe que existem pessoas - ou até você mesmo - que "se dão melhor" numa área do que na outra, isto é, você pode ser uma ótima pessoa com ritmos musicais e péssimo em relação pessoal. 

Pois é, Gardner estudou muito e chegou a conclusão que, conhecendo as áreas do cérebro, podemos nos desenvolver melhor e nos tornarmos melhores "aprendentes".

Veja o gráfico e o que desenvolver em cada região cerebral:




Por que eu estou falando sobre isso?

Porque nós que amamos crochê e tricô podemos também desenvolver TODAS ESSAS ÁREAS.

= Espacial - temos que olhar as figuras dos gráficos ou imagens e fotos para identificar pontos e projetos que vamos desenvolver;

= Corporal-sinestésica - agilidade com as mãos e dedos - motricidade;

= Interpessoal - para aprender somos obrigados a conversar com pessoas, ou seja, quem está tendo problemas com depressão é uma ótima atividade para se "abrir para o mundo" novamente. O contato com pessoas só auxilia no tratamento de enfermidades.

= Intrapessoal - enquanto fazemos nosso trabalho, conseguimos ter uma introspecção e sem perceber, pensamos em como solucionar problemas;

= Musical - às vezes devemos criar uma sequencia de ritmo para fazer um ponto, quase um mantra. Por exemplo: "como se faz o ponto alto: laça um, passa entre dois, laça um e passa entre dois."

= Lógico-matemática - contar os pontos, calcular quantos pontos colocar na agulha, fazer regra de três para descobrir quantos pontos para cada peça dependendo do tamanho da pessoa que irá usar;

= Linguística - é a expressão. Até para expressar para alguém qual ponto eu quero e de que forma eu quero cada peça. Para quem está ensinando algum ponto ou técnica é essencial om desenvolvimento desta área, pois as pessoas devem compreender o que estamos tentando ensinar.

OBS.: Neste gráfico, faltou as áreas Naturalista e Existencialista.


POR FIM, DESENVOLVER UMA ARTE, NÃO É PERDER TEMPO. É GANHAR QUALIDADE DE VIDA !!

Tops de crochê - moda praia

Que tal ir à praia ou piscina com um top super glamouroso, exclusivo, de causar admiração em todos?
Olha então esses tops, faça sua encomenda e brilhe mais que o sol!!